agriFM

Selecione uma foto do seu computador ou arraste-a aqui. Tamanho recomendado 500px x 500px

Editar Canal



Thumb
Faça upload da imagem do seu podcast. Tamanho recomendado de 500 por 500 pixels.


nutriNews Brasil

Canal nutriNews Brasil

Seguir Seguir

Avaliação nutricional da folha de bananeira desidratada para coelhos de corte

A bananeira (Musa paradisiaca) é uma planta de clima tropical, amplamente distribuída no mundo e apreciada na maioria dos países, não apenas pela polpa da fruta mas também pelos coprodutos (fibras da casca, folhas, biomassa…). De acordo com a FAO (Organização para Alimentação e Agricultura) os quatro maiores produtores de banana do mundo atualmente são: Índia, China, Indonésia e Brasil, sendo que em nosso país o consumo estimado de banana está em torno de 25 kg per capita ao ano. Considerando que a polpa da fruta é o produto mais nobre e valorizado, direcionado prioritariamente ao consumo humano, os demais resíduos ou coprodutos da bananeira (cascas, folhas, pseudocaule e raízes) acabam representando materiais de descarte, especialmente quando se executa o manejo de desbaste ou eliminação dos rebentos na plantação, mandatório para a produção da próxima safra. O material descartado é frequentemente utilizado com fertilizante orgânico nas propriedades rurais, com baixo valor econômico. Nesse contexto a Cunicultura, definida como a produção sustentável, racional e econômica de coelhos, destina-se a produção de carne e subprodutos proporcionando baixo investimento e rápido retorno aos produtores. Esses animais apresentam ceco funcional, isso quer dizer que dependem diretamente da fibra para a sua alimentação, necessitando assim na sua dieta de uma fonte fibrosa. As fontes mais utilizadas são os fenos, dando especial enfoque ao feno de gramíneas (ex: tifton, coastcross e capim estrela) e de leguminosas (ex: alfafa), porém isso eleva o custo de produção. Então tem se buscado novas alternativas na alimentação desses animais para baratear a ração, principalmente os resíduos e subprodutos da indústria que em sua maioria apresentam um alto teor de fibra que o coelho consegue aproveitar.
Dessa forma, a cunicultura poderia absorver parcial ou integralmente os resíduos da bananicultura, haja vista que todos os coprodutos apresentam reduzido teor de amido e elevado aporte de fibra, essencial à nutrição dos coelhos.
Além disso, tanto a folha da bananeira quanto a casca de bananas apresentam compostos bioativos, sobretudo carotenoides e taninos, cujos efeitos extranutricionais incluem melhoria no sistema imunológico, principalmente devido à ação antioxidante, anti-inflamatória e antimicrobiana.

Relacionados com Nutrição animal

107
31
31

Compartilhar este podcast

Facebook Twitter LinkedIn Email
Portugués
POR
Avatar
Minha conta