agriFM

Selecione uma foto do seu computador ou arraste-a aqui. Tamanho recomendado 500px x 500px

Editar Canal



Thumb
Faça upload da imagem do seu podcast. Tamanho recomendado de 500 por 500 pixels.


nutriNews Brasil

Canal nutriNews Brasil

Seguir Seguir

Uso de DDGS como ingrediente nas formulações de rações para suínos

Died Distillers Grains with Solubles – DDGS é um alimento alternativo para formulação de dietas de suínos alimento alternativo e, também, um meio de aproveitamento sustentável do resíduo da produção de etanol à base de grãos. A energia presente nos grãos secos destilados com solúveis (DDGS) bem como fibraproteína e fósforo digestível faz com que o alimento se torne atrativo na produção das rações de suínos, em substituição parcial ao milho e farelo de soja. O DDGS é um coproduto resultante do processo de moagem da produção de etanol, possui coloração marrom e pode se apresentar com tons dourados, e essência característica de alimentos fermentados. No procedimento também é produzido dióxido de carbono e o álcool propriamente dito, combustível (Corassa, et al. 2018). De acordo com Curry et al. (2018) o uso de DDGS de milho na alimentação de suínos tem aumentado devido a sua: Acessibilidade, Alto valor energético, Além dos percentuais de aminoácidos e Fósforo disponíveis.
Segundo Wang et al. (2008), o milho foi o primeiro grão a ser usado para a produção de etanol nos Estados Unidos da América, contudo, o triticale e o sorgo também passaram a ser utilizados para o mesmo fim e na alimentação de suínos na forma de coproduto, por meio do DDGS. Apesar do Brasil ser um dos maiores produtores de etanol do mundo, a maior parte da nossa produção atualmente se dá a partir da cana-de-açúcar, mas no último ano, segundo dados da UNICA – União da Indústria de Cana-de-Açúcar em relatório publicado no segundo trimestre de 2021, o etanol proveniente do milho alcançou 2,57 bilhões de litros de produção na safra 2020/21, avanço de 58,13% em relação à safra anterior. A participação do etanol de milho na fabricação total de biocombustível no Centro-Sul totalizou 8,45%. Estes resultados indicam uma tendência ao Aumento da produção, e, consequentemente e Maior disponibilidade do DDGS de milho no país. Portanto uma oportunidade que deve ser considerada para a cadeia produtiva de suínos.

Relacionados com Suínocultura

3
1
1

Compartilhar este podcast

Facebook Twitter LinkedIn Email
Avatar
Criar a minha conta