agriFM

Selecciona una foto desde tu ordenador o arrastrala aqui. Tamaño recomendado 500px x 500px

Editar Canal


www.vetanco.com">
Thumb
Sube la imagen de tu podcast.Tamaño recomendado 500px por 500px.


nutriNews Brasil

Canal nutriNews Brasil

Seguir Seguir

Os benefícios das fibras para a cinética do parto de fêmeas suínas

Como resultado de um intenso processo de seleção genética visando a prolificidade, as fêmeas suínas modernas tiveram um incremento significativo no número de leitões nascidos nas últimas décadas (DA SILVA et al., 2016). O aumento do número de leitões nascidos, por sua vez, está associado a alguns efeitos indesejáveis como o aumento na duração do parto. Partos excessivamente prolongados são deletérios para a saúde da matriz, podendo resultar em prejuízos nos parâmetros produtivos e reprodutivos (BJÖRKMAN et al., 2018). Adicionalmente, há prejuízos na vitalidade, sobrevivência e desempenho dos leitões (LANGENDIJK; PLUSH, 2019). No parto, a fêmea suína passa por diversas alterações hormonais e metabólicas durante um período de tempo muito curto (ALGERS; UVNÄS-MOBERG, 2007). Consequentemente, a cinética do parto pode ser facilmente afetada por fatores relacionados a fêmea, manejo, ambiente e/ou nutrição (PELTONIEMI et al., 2016). A dieta e o manejo nutricional no periparto são um dos fatores mais comumente relacionados a distúrbios no parto. Sendo assim, uma composição corporal adequada e um plano alimentar específico para atender as exigências nutricionais do periparto (dieta de transição) são cruciais para atingir todo o potencial produtivo das fêmeas hiperprolíficas modernas. Algumas características inerentes a produção suinícola brasileira como dietas pobre em fibras, alimentação fornecida apenas uma ou duas vezes ao dia e o sedentarismo excessivo ao qual as fêmeas suínas são submetidas em sistemas intensivos de produção fazem com que esses animais sejam especialmente susceptíveis a constipação e a problemas metabólicos no periparto (VAN KEMPEN, 2007; FEYERA et al., 2017; FEYERA et al., 2018; CARNEVALE et al., 2020). A fibra alimentar tem recebido considerável atenção nos últimos anos devido à sua associação com efeitos benéficos sobre o metabolismo, saúde intestinal, composição da microbiota, saciedade, manutenção de níveis glicêmicos e na cinética do parto (THEIL et al., 2011; FEYERA et al., 2018). Nesse contexto, estudos demonstraram que a inclusão de fibra alimentar nas dietas de transição de fêmeas suínas pode melhorar as características de parto, resultando em benefícios para a saúde, desempenho e bem estar da fêmea e dos leitões. Sendo assim, a seguinte revisão foi elaborada para apresentar e discutir os benefícios da inclusão de fibras na dieta de fêmeas suínas parturientes.

Relacionados con Suínocultura

24
28
93

Comparte este podcast

Facebook Twitter LinkedIn Email
Portugués
POR
Avatar
Crear mi cuenta