agriFM

Selecione uma foto do seu computador ou arraste-a aqui. Tamanho recomendado 500px x 500px

Editar Canal



Thumb
Faça upload da imagem do seu podcast. Tamanho recomendado de 500 por 500 pixels.


SuínoBrasil

Canal SuínoBrasil

Seguir Seguir

Novos métodos de detecção de resíduos antibióticos em animais vivos

  • Novos métodos de detecção de resíduos antibióticos em animais vivos
  • Desde a descoberta da penicilina no início do século XX, este e outros antibióticos têm sido grandes aliados da saúde pública, melhorando o estado de saúde não só na medicina humana, mas também na produção animal.
  • Entretanto, seu uso indevido é a base da geração de resistência a antibióticos, um processo pelo qual os microrganismos não são mais sensíveis aos antibióticos, que deixarão de ser eficazes para o tratamento de doenças comuns.
  • Este problema é tão grave que a OMS (Organização Mundial de Saúde) considera a resistência antimicrobiana como uma das maiores ameaças que a humanidade deve enfrentar nas próximas décadas (OMS, 2017).
  • Mundialmente, estima-se que para o ano 2050 uma gestão inadequada deste problema gerará uma perda acumulada de 88 bilhões de euros e10 milhões de mortes anuais (Figura 1), ultrapassando o número de mortes por doenças como o câncer (O´Neill, 2014).
  • Por ser um processo seletivo natural, é difícil impedir o desenvolvimento de resistência antimicrobiana pelos microrganismos, mas o controle adequado uso de antibióticos e outras substâncias antimicrobianas favoreceria a redução da eficácia do processo.
  • A UE lançou planos estratégicos que buscam reduzir a presença de resíduos deste tipo de substância.
  • Estes planos afetam diretamente o setor veterinário, já que este é um dos principais usuários destas substâncias (EMA, 2017). Os alimentos de origem animal são possíveis via de entrada para estes compostos na cadeia alimentar humana e assim, acabam contribuindo para o desenvolvimento de resistência a antibióticos por parte dos consumidores.
  • Nesse contexto, autoridades sanitárias possuem uma legislação ampla e protetora que, juntamente com o uso responsável e programas de controle, conseguiram reduzir o aparecimento de alimentos contaminados com resíduos de antibióticos em porcentagens inferiores a 0,3% em 2018 (EFSA, 2020).
  • Os dados oficiais dão segurança ao consumidor e refletem não apenas um bom trabalho dos produtores, mas a eficácia dos planos de vigilância.
  • Para ler o artigo “Novos métodos de detecção de resíduos antibióticos em animais vivos”, clique AQUI
  • Ouça também: “Período periparto: Como o perfil energético influencia esse momento?
 

Relacionados com Suínocultura

4
1
1

Compartilhar este podcast

Facebook Twitter LinkedIn Email
Avatar
Criar a minha conta