agriFM

Selecciona una foto desde tu ordenador o arrastrala aqui. Tamaño recomendado 500px x 500px

Editar Canal


www.vetanco.com">
Thumb
Sube la imagen de tu podcast.Tamaño recomendado 500px por 500px.


nutriNews Brasil

Canal nutriNews Brasil

Seguir Seguir

Micotoxinas e Micotoxicoses em Silagens e Insumos para alimentação de bovinos – Parte II

Fungos e micotoxinas podem interferir negativamente no processo produtivo, causando perdas diretas e indiretas em diferentes segmentos das cadeias de produção. Atuando de maneira silenciosa, as micotoxinas podem afetar não apenas a saúde dos rebanhos, mas também afetar a viabilidade econômica da produção se forem negligenciadas. Manejo integrado e gestão são armas que o produtor pode estabelecer a fim de conhecer os pontos críticos diretamente na sua propriedade. Sempre é perguntado: “Qual o nível seguro de ingestão de micotoxinas, para que não haja qualquer prejuízo aos meus animais?” Essa é a primeira pergunta que muitos produtores fazem quando o assunto micotoxinas é abordado. Sendo em uma resposta direta a recomendação sempre é de ZERO, ou seja, não existem níveis aceitáveis que não causem prejuízos ao processo de desenvolvimento dos animais ou riscos à saúde pública. No entanto, essa afirmação é utópica e difícil de ser atingida, pois sabemos que estamos lidando com questões intrínsecas ao processo, mas muitos fatores extrínsecos sem qualquer tipo de controle ou potencial gestão. Sendo o primeiro já difícil de controlar em sua totalidade, mas fatores extrínsecos são muito complexos de monitorar, que dirá controlar. Mas hoje a ciência tem avançado na tentativa de determinar níveis de micotoxinas que, se presentes na dieta dos animais, não causem prejuízo significativo. Essa determinação é complexa, uma vez que vários fatores estão envolvidos nos danos que as micotoxinas podem causar. Por isso, o controle integrado é a melhor arma para o produtor garantir minimização de efeitos deletérios e ocorrência de fungos e micotoxinas. Adoção de boas práticas de ensilamento certamente contribuirá para a prevenção da contaminação fúngica e diminuição da produção de micotoxinas, e ademais garantindo qualidade nutricional ao alimento conservado. Estas práticas são ações que vão desde o campo, até o fornecimento da silagem para os animais, justamente tentando cobrir todas as possibilidades de produção da toxina pelos fungos ao longo da cadeia de aproveitamento.

Relacionados con Ruminantes

53
38
91

Comparte este podcast

Facebook Twitter LinkedIn Email
Portugués
POR
Avatar
Crear mi cuenta